Ainda não tem a nossa APP? Pode fazer o download aqui.

Quatro adeptos do Benfica condenados até nove anos de prisão por violação de jovem de 16 anos

Os quatro adeptos foram acusados da violação de um jovem de 16 anos.

Quatro adeptos do Benfica condenados até nove anos de prisão por violação de jovem de 16 anos
Pixabay
Quatro dos 13 arguidos no processo dos 'casuals' do Benfica foram hoje condenados a penas de prisão efetivas entre os sete e os nove anos, tendo outros quatro recebido penas suspensas e cinco foram absolvidos.

A leitura do acórdão foi proferida no Juízo Central Criminal de Lisboa, com os quatro condenados a penas de prisão efetivas -- nove anos, sete anos e seis meses, sete anos e três meses e sete anos e dois meses -, a serem acusados da violação de um jovem de 16 anos, na altura dos acontecimentos, numa moldura penal refletida em seis anos.

Já outros quatro adeptos pertencentes ao grupo No Name Boys viram a sentença ser suspensa, por ser igual ou inferior a cinco anos de prisão, com os outros cinco arguidos absolvidos de todos os crimes pelos quais estavam indiciados durante todo o processo.

"Vamos analisar o acórdão com calma. Há matérias que foram dadas como provadas e que entendemos que não será assim. Vamos ponderar e, eventualmente, interpor um recurso", afirmou o advogado Ricardo Serrano Vieira, que representa o arguido que foi condenado a sete anos e dois meses de prisão efetiva, à saída do Campus de Justiça.

Os 13 arguidos estavam indiciados por crimes de roubo, ofensa à integridade física qualificada, violação agravada, gravações ilícitas, coação agravada, tráfico de droga, desobediência e de diversos outros crimes de posse de arma proibida.