Ainda não tem a nossa APP? Pode fazer o download aqui.
Manter a Esperança com João Porfírio

O Sentido da Vida

Temporada 1

29 janeiro, 2024

Manter a Esperança com João Porfírio

“Eu tenho esperança na humanidade quando estou em sítios como numa guerra e há uma pessoa a tocar piano no meio da rua”, conta João Porfírio, fotojornalista e editor de fotografia do Observador. Isso é uma coisa que me preenche brutalmente, que me deixa genuinamente feliz e que me faz esquecer o sítio onde estou e o propósito de estar ali”.  

João tem 28 anos, foi diagnosticado bastante novo com stress pós-traumático, é medicado quando é preciso e faz terapia praticamente todas as semanas. Saiu da Ucrânia a seu pedido após 75 dias. Venceu vários prémios de fotojornalismo pelo seu trabalho e, há poucas semanas, recebeu o prémio Gazeta, o mais importante prémio de jornalismo em Portugal, precisamente numa altura em que foi convocada a segunda paralisação de sempre dos jornalistas em Portugal: “É um problema absolutamente gigantesco. Eu disse na cerimónia dos Prémios Gazeta que um jornalismo pobre é uma democracia a caminho do abismo”. 

A inteligência artificial é outra das ameaças ao jornalismo, como explica João Porfírio: “Eu hoje escrevo num programa de software de inteligência artificial ‘eu quero uma fotografia que se perceba que é na Ucrânia, com um soldado ucraniano a matar um soldado russo com a bandeira ucraniana na mão esquerda e a arma na mão direita; é altamente improvável que essa fotografia exista feita por algum fotojornalista ou fotógrafo e, em cinco segundos, essa imagem aparece-te à frente e tu tens muitas dúvidas se aquela fotografia é real ou não”. 

E para alguém que já viu o pior da humanidade, o Sentido da Vida passa por resistir ao ódio: “Há quem ascenda com a divisão e com o ódio. É fundamental respeitarmo-nos uns aos outros”.